quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

"(...) fui me enganando sem sentir, (...) sonhando às cegas, sem dormir..."

Qdo era mais nova eu tinha a péssima mania de "acreditar" nas pessoas...
Eu esperava que os outros se entregassem da mesma maneira que eu me entregava...
fosse no trabalho, no amor, na família...
Eu sempre me entreguei de corpo e alma em tudo que fiz...

Depois de mtas decepções, deixei de acreditar e de esperar dos outros o mesmo "senso de responsabilidade". Continuei me entregando em todos os meus "afazeres"... mas fazia tudo sozinha! Não esperava mais a ajuda e nem a companhia de ninguém....

Não sei exatamente pq, mas talvez por auto defesa, não permitia que as pessoas se aproximassem de mim. O meu maior medo era me decepcionar de novo... eu sabia mto bem como era a dor da decepção e queria distância dela...

Depois de mtos anos permiti que uma pessoa se aproximasse de mim...
E acreditei que ele poderia se entregar como eu me entreguei...
Acreditei que ele seria diferente dos outros tantos que tentaram se aproximar de mim...

Hj eu me decepcionei com ele...
E senti novamente a dor que eu não queria sentir. E hj parece que dói mais ainda... além da decepção, me sinto uma idiota... Como fui deixar acontecer de novo???
Amoleci meu coração por uma pessoa que não merecia tal sacrifício...

Meus sentimentos estão todos misturados...
Ao mesmo tempo que me arrependo pelo "amolecimento", me sinto orgulhosa de mim mesma... por ter tido a coragem de me aventurar no amor novamente...

Acho que ainda vai levar um tempo pra saber exatamente as sequelas que essa aventura deixou no meu coração e na minha vida...

.
.
.

Um comentário:

Mai disse...

Kelly,

seja qual for o sentimento que se tenha e mesmo que ele deixe sequelas, tudo vale a pena.
Vale a pena sofrer mas, sempre, continuar vivendo.

Pense no quanto sabes hoje às custas de experiências que causaram perdas e danos...
Mas há lucros também.

Aprende-se a ser melhor e mais forte.

beijos querida.

belo texto.
Carinho.